McLaren na F-E a partir de 2023

Mais uma confirmação importante sobre o Mundial ABB FIA da Fórmula E no fim de semana de rodada dupla em Berlim. A McLaren se junta ao grid em 2023 com os novos carros Gen3. Como se especulava nos bastidores, a escuderia de Woking assume a estrutura que hoje é da Mercedes EQ, o que inclui a presença de Ian James como diretor-técnico. Se a motorização ainda não foi confirmada, tudo indica que o time usará o trem de força da Nissan.

“Nosso objetivo é sempre enfrentar os melhores nas categorias de ponta, oferecendo a nossos fãs, parceiros e colaboradores motivos para entretenimento e diversão. A F-E acrescenta à McLaren Racing em termos de estratégia e desafio técnico. E nos ajudará a entender melhor os veículos elétricos, para nos levar pelo caminho da sustentabilidade”, destacou Zak Brown.

James festejou a chance de manter a estrutura sob seu comando, o que inclui o pessoal envolvido. “Ser parte de família como a da McLaren é um privilégio. Para todos que fazemos essa equipe é um grande momento. Seguir trabalhando juntos é algo espetacular”.

Quanto aos pilotos, também não há confirmação por enquanto. Stoffel Vandoorne está de saída para a DS Dragon Penske, mas Nyck de Vries, vinculado à Mercedes, pode prosseguir – as duas marcas são parceiras na F-1. O assento disponível é uma opção interessante para Sérgio Sette Câmara, que deixa a Dragon no fim da temporada.

Siga o Racemotor nas redes sociais:

Instagram

Facebook

Twitter

Comentário

Este site utiliza cookies para aprimorar sua experiência. Clique em Aceitar se concordar. Aceitar Leia mais