Dakar 2023: prova cresce e traz novidades

Começou a contagem regressiva para o maior rally do mundo. Mais de seis meses antes da largada, a A.S.O, organizadora do Dakar, revelou as primeiras informações da edição 2023. Que pelo quarto ano acontece na Arábia Saudita, mais uma vez com validade para o Mundial de Rally Cross-Country (W2RC). E com diversas novidades.

O time comandado pelo ex-piloto David Castera aposta em uma prova maior – serão cerca de 5000 quilômetros cronometrados em 15 dias: prólogo e 14 etapas (31 de dezembro a 15 de janeiro). Além disso, a prova cruzará o território saudita de forma diagonal, com 70% do percurso inéditos. A largada acontecerá no Sea Camp e a chegada em Dammam. Os estágios terão média de 450 quilômetros por dia e uma preocupação é de reduzir os trechos de deslocamento.

A principal novidade está na divisão das especiais em dois roteiros diferentes. Assim, a ideia é exigir ainda mais da navegação e dificultar a vida de quem se concentrava apenas em seguir os competidores à sua frente. A divisão das planilhas (A e B) acontecerá de forma aleatória. Além disso, todas as motos passam a contar com o road-book eletrônico.

Também organizadora do Tour de France, a A.S.O se inspirou no ciclismo para corrigir um problema que marcava a disputa nas duas rodas. Os vencedores de estágios, que largarão em primeiro no dia seguinte (e por isso não contarão com qualquer rastro ou referência anterior), ganharão um bônus de tempo como compensação.

Siga o Racemotor nas redes sociais:

Instagram

Facebook

Twitter

Comentário

Este site utiliza cookies para aprimorar sua experiência. Clique em Aceitar se concordar. Aceitar Leia mais