AJR 444 vence acidentada prova da Endurance em Santa Cruz do Sul

Vitória do AJR #444 da equipe Motorcar, com Vicente Orige e Gustavo Kyrila nas 4h de Santa Cruz do Sul, terceira etapa do Império Endurance Brasil. Se a dupla catarinense largou da pole (tempo registrado por Orige), o caminho rumo ao alto do pódio não foi simples. Em um sábado de temperaturas baixas, acidentes e detritos na pista provocaram por 11 vezes a neutralização com o safety car.

Orige e Kyrila tiveram nas primeiras voltas o Ligier JS P320 LMP3 de Guilherme Bottura e Gaetano di Mauro como principais adversários. Um problema de visibilidade (óleo no parabrisa) provocou uma parada extra do #117, vencedor em Goiânia.

Com 1h50 de corrida, o protótipo francês foi obrigado a abandonar após uma batida forte na entrada dos boxes. Vinha com um pneu furado a caminho dos pits, o que surpreendeu David Muffato (AJR #35), que não conseguiu evitar o toque. Outro acidente mais sério envolveu o Mercedes AMG GT4 #31 e o Porsche 718 Cayman GT4 #718, que levou a pior.

Mesmo com uma parada mais lenta que o mínimo exigido (problema na troca de um dos pneus), Orige e Kyrila conseguiram abrir vantagem em relação ao AJR #1 também da Motorcar (Vítor Genz/Fernando Ohashi/Marcelo Vianna). Na reta final, o #35, que largou dos boxes após um fim de semana que começou complicado, conseguiu superar o #1 para terminar em segundo. Os protótipos fabricados por Juliano Moro dominaram o pódio na geral.

No fim

Na GT3, a disputa pela vitória entre a McLaren 720S #16 de Marcelo Hahn e Allam Khodair e o Mercedes AMG #9 de Xandinho Negrão e Marcos Gomes se definiu a três minutos do fim. Um problema na suspensão obrigou Khodair a voltar aos boxes e abriu caminho para o carro da A.Mattheis – Xandinho e Marcos lideram o campeonato. Terceira posição para o Porsche 911 GT3R #55 de Marcel Visconde, Ricardo Maurício e Marçal Muller.

Fernando Poeta e Cláudio Ricci conseguiram sobreviver aos contratempos para levar o MCR Grand-Am #18 a mais uma vitória na P2. O Mercedes #31 (Renan Guerra/Leandro Ferrari/Marco Pisani) levou na GT4.

Susto

Adiado para a manhã da corrida devido à chuva da véspera, o treino oficial, com termômetro na casa de 2ºC, foi marcado por um susto. Beto Ribeiro bateu forte com o Sigma P1 #12 na reta dos boxes. Retirado do carro, teve constatadas fraturas nos dois tornozelos e no joelho esquerdo.

Siga o Racemotor nas redes sociais:

Instagram

Facebook

Twitter

Comentário

Este site utiliza cookies para aprimorar sua experiência. Clique em Aceitar se concordar. Aceitar Leia mais