Do mais veloz ao mais travado: Stock chega ao Velocitta

Mudança radical de cenário na quarta etapa da Stock Car. Do traçado provisório de longas retas e alta velocidade do Aeroporto do Galeão ao sinuoso Velocitta. Em comum, a exigência do sistema de freios – neste caso, sem longas retas para ajudar na refrigeração. Como se não bastasse, a previsão meteorológica aponta 80% de possibilidade de chuva no domingo. Um motivo a mais para tornar ainda mais importante a qualificação da véspera.

O circuito de Mogi-Guaçu costuma penalizar quem carrega o lastro de sucesso. A classificação do campeonato após a visita da categoria ao Rio tem Daniel Serra (Chevrolet Cruze/RC-Eurofarma) apenas um ponto à frente de Gabriel Casagrande (Cruze/A.Mattheis Vogel). Quem busca recuperação é Rubens Barrichello (Toyota Corolla/Full Time), após o acidente na entrada dos pits na primeira corrida do GP do Galeão que o tirou também da segunda.

Rubinho foi um dos seis vencedores diferentes ano passado no Velocitta – a pista recebeu uma rodada dupla e mais tarde outra no formato habitual.

Nesta sexta-feira (13) acontecem o shakedown; o treino dos novatos e a primeira sessão livre, com o pelotão dividido em dois grupos. No sábado é a vez do segundo treino livre e da qualificação (13h25). A primeira largada está marcada para as 13h40 do domingo (Band, Sportv e redes sociais da categoria).

Siga o Racemotor nas redes sociais:

Instagram

Facebook

Twitter

Comentário

Este site utiliza cookies para aprimorar sua experiência. Clique em Aceitar se concordar. Aceitar Leia mais