Denny Hamlin vence a Coca-Cola 600 em Charlotte

Vitória ganha de presente pelo ‘carteiro’ Denny Hamlin (Toyota Camry #11/Joe Gibbs Racing) na Coca-Cola 600, em Charlotte. A mais longa e uma das mais tradicionais provas do calendário da Nascar Cup foi definida na segunda prorrogação, com mais de cinco horas de disputa. Os acidentes tiraram da briga 19 dos 38 carros que largaram – um deles com direito a capotagem. E envolveram pilotos que mostraram ótima condição para chegar ao victory lane.

Caso de Chase Elliott (Chevrolet Camaro #9), que venceu o primeiro estágio e foi parar no muro com um problema na suspensão dianteira. Na volta 192 das 413 (a prova teve no total 621 milhas, a mais extensa da história da Nascar), Ryan Blaney (Ford Mustang #12/Penske), tocado no meio do pelotão, ficou atravessado na pista e, na confusão, acabou tirando da corrida também Brad Keselowski (Mustang #6/RFK); William Byron (Camaro #24/Hendrick) e Kurt Busch (Camry #45/23XI Racing).

Susto

O momento mais assustador da prova veio na volta 354. Tocado, Daniel Suarez (Camaro #99/Trackhouse) acabou empurrando Chris Buescher (Mustang #17/RFK) para a área de escape de grama artificial. Ao passar sobre um bueiro, o carro capotou três vezes, o que provocou interrpução com bandeira vermelha. O piloto deixou o carro após o longo trabalho do time de resgate sem ferimentos.

A essa altura, a prova parecia nas mãos de Kyle Larson (Camaro #5/Hendrick), mesmo com uma rodada e uma punição por interferência de seu time em um pitstop. O atual campeão passou a sofrer o ataque de Chase Briscoe (Mustang #14/Stewart-Haas), que tomou a ponta, levou o troco e, no duelo, acabou também no muro na volta 397.

Primeira prorrogação e a chance para vários pilotos entrarem na disputa provocou um 4-wide na Curva 4. Austin Dillon (Camaro #3/RCR), que mergulhou em busca da liderança, rodou e levou consigo Joey Logano (Mustang #22/Penske) e Cole Custer (Mustang #41/Stewart-Haas), além de atingir Larson e Ross Chastain (Camaro #1/Trackhouse).

Nova tentativa e desta vez Hamlin sustentou a ponta, seguido por Kyle Busch (Camry #18), que assegurou a dobradinha da JGR.

“É um resultado dos grandes. Era a prova que faltava para mim. Estávamos ali próximos o tempo todo, e de repente surgiu a chance de liderar e vencer. Acho que muita gente exagerou no fim, eu procurei não desgastar os pneus e funcionou”, destacou o vencedor.

Coca-Cola 600

Nascar Cup Series: 14ª etapa (Charlotte)

Siga o Racemotor nas redes sociais:

Instagram

Facebook

Twitter

Comentário

Este site utiliza cookies para aprimorar sua experiência. Clique em Aceitar se concordar. Aceitar Leia mais